Perfume de Jacarandá

Quem és tu. Quem és tu que assim vens pela noite adiante, Pisando o luar branco dos caminhos, Sob o rumor das folhas inspiradas? Sophia de Mello Breyner Andreson

domingo, maio 31, 2009

Num espaço do meu canteiro

Esta flor vive de raios de sol e gotas de água,
num jardim sereno.
Esvoaçam pássaros em volta.

quinta-feira, maio 28, 2009

Botão quase flor

Perfume suave, folhagem delicada, os jacarandás começaram a florir, começou a dança das cores, verde e azul-lilás flores lisas e longas; cada haste floral do jacarandá é composta de multiplos botões,
que a pouco e pouco vão abrindo, de uma beleza inebriante; primeiro nas copas,depois no passeio da calçada.
Fascinam.


(imagem web)

segunda-feira, maio 25, 2009

Os meus recantos

Um cenário de paz-harmonia para além dos vidros
deixo os meus olhos repousar sobre o verde tranquilo - ambiente calmo.





Uma janela fechada é também uma janela que se pode abrir
para por ela entrarem sons e perfumes.

quinta-feira, maio 21, 2009

Entre lilases (3)

O lilás combina a suavidade-rosa com a tranquilidade-azul
sobre o céu colorido da mesma cor, o sol crispa
as cores não descansam
o tempo parece lento com perfumes no ar
Como uma ponte entre o céu e a terra,
os tons lilás na calmaria do verde, marcam o ambiente


segunda-feira, maio 18, 2009

Eis a Tita



Tricolor de pêlo macio.
Companheira de 11 anos, personalidade muito própria , meiga e inteligente.
Presente em todos os momentos: até na jardinagem mete a pata.
Faz a ronda à passarada, ainda bem que moram alto...
Brincalhona e educada, cumpre as regras estabelecidas: gatinha especial.
Perfeito o enquadramento entre as flores como se fosse uma delas; vaidosa, tenta fazer-lhes concorrência.
Eis a Tita ...



Os gatos e a pintura

sexta-feira, maio 15, 2009

Saber ver

É sentir o que se olha,
é olhar de perto aquilo que parece despercebido... uma flor
uma flor de pétalas frágeis que a brisa agita... obra de arte verdadeira !
olhar para ela em momento especial, descobrir o seu encanto, um carinho, poesia.



O essencial é saber ver
Saber ver sem estar a pensar,
Saber ver quando se vê,
E nem pensar quando se vê
Nem ver quando se pensa.

(Alberto Caeiro)

segunda-feira, maio 11, 2009

Já vão florindo os jacarandás!

Nuvens cinzentas anunciam chuva, o vento sopra, vai abanando as flores.
Teimam em cair, obrigam-nos a olhá-las, enchem-nos a vista, mexem-se como se quisessem dançar.
Brotam triunfantes, decididas a pincelar o cinzento do dia.

sábado, maio 09, 2009

É tempo de cor...

A cor está presente no nosso dia a dia , influencia-nos, transmite mensagens e sensações.
As cores quentes são psicologicamente dinâmicas e estimulantes como a luz do sol e o fogo. Sugerem vitalidade, alegria, excitação e movimento, parecem que avançam e que se aproximam. Transmitem um efeito ou sentimento cálido,quente , dão sensação de actividade, de alegria, de dinamismo, de confiança e amizade.
Participam da mistura com vermelho ou amarelo com qualidades positivas, atrevidas, excitantes, vibrantes e expansivas.



As cores frias são calmantes, tranquilizantes, suaves e estáticas, como o gelo e a distância, parecem que se retraem e que se afastam. Transmitem uma sensação de frieza, mas também de tranquilidade, de seriedade, de distanciamento.
São as cores que participam do azul com carácter negativo, intimista, e reservado tranquilo e relaxantes. Sugerem frio, humidade, água, luz-luar e relaxe.


Na natureza encontramos sempre as cores quentes ao lado das cores frias. Foi assim no jardim da Aldeia-Lar, parti á descoberta da cor, fiz clique, clique, clique…

aprisionei a luz do sol, e enchi e a minha paleta de cores

quarta-feira, maio 06, 2009

Cairam, leves no passeio

São ainda poucas
e só mesmo na copa das árvores
a alegria da longa espera num sorriso que antecipa o prazer do reencontro.
Foi assim hoje.
A perfeição das flores dos jacarandás é um presente que nos será dado em pleno, daqui a mais alguns dias.
São assim os meus pequenos nadas, olhar à volta e "ver".

da suavidade e frescura de uma flor, surge um perfume





Flor do jacarandá
Cai, leve no passeio
Céu d´outro mar sonhado
Chão de anilado estio.
A florir, lá no mês de sonho tapete de voar
Nas luas de zefiro
Estrada de santiago
Manda a... chuva de estrelinha, azul pavão
Brilha na noite
Vou de namorada, mão na mão
Perdi a escada para o céu
Dos pardalinhos
Na ilusão da boa fada
Toco na varinha de condão
Durmo na rua onde a...


Vitorino - Flor de Jacarandá

segunda-feira, maio 04, 2009

Encantos


(A caminho da Aldeia da Luz)

O Alentejo é assim: as flores da primavera que a vestem de cores
e os aromas que se sentem no ar
campos revestidos, a passarada cantando em todos os tons
aguarela fantástica

domingo, maio 03, 2009

Mãe todos os dias...

 
Free Flower Cursors at www.totallyfreecursors.com