Perfume de Jacarandá

Quem és tu. Quem és tu que assim vens pela noite adiante, Pisando o luar branco dos caminhos, Sob o rumor das folhas inspiradas? Sophia de Mello Breyner Andreson

segunda-feira, novembro 30, 2009

Por aqui

Gosto de estar no jardim: observar as plantas, as aves, e um ou outro gato que se atreve a saltar o muro; sinto a beleza da vida e aprecio os pequenos detalhes.
Na parede branca da casa está pendurada uma “casa de madeira-gaiolinha” onde os pássaros podem fazer ninho, abrigar em tempo frio-chuvoso e continuarem a voar livremente.
Não gosto de ver pássaros fechados em gaiolas; esta veio há anos de Manchester, onde as aves são alvo de grande estima e protecção. Está quase sem cor mas mantém ainda um ar acolhedor; eles não a procuram pois o arvoredo em volta é bem melhor.
Pequenos detalhes deste meu ‘cantinho’; aqui sinto inspiração, liberdade…


quarta-feira, novembro 25, 2009

" O meu mar "

A magia está nos olhos de quem sabe ver,
é mágico o som do mar, o reflexo do sol colorindo a areia, a espuma da onda que rebenta.
É tão bonita a onda que vem como a que já vejo ao fundo,
e a espuma branca que se forma.
Neste crepúsculo de azuis reflectidos em cada onda,
deixo meus sentires com o mar, correndo sobre a espuma que com o vento se desvanece.



sábado, novembro 21, 2009

kafka no jardim

Os dias estão visivelmente mais frios, o crepúsculo vem mais cedo e as folhas esvoaçam à deriva formando longo e aveludado tapete quando caem no chão; chove bastante.
Mas o Kafka continua a presentear-nos com a sua presença, pois a temperatura ainda o não perturba. Hoje sentiu a minha voz e avançou por entre gotas de chuva até ao local onde me encontrava; curioso como a voz humana o atrai e acorre ligeiro.
É na (sua) tina da água que come o petisco tão desejado : fiambre. Em anos anteriores por esta altura já teria hibernado; está mais crescido este ano e vai ser com pena que o veremos partir para o seu esconderijo, desconhecido, para de lá sair na próxima Primavera.
Deve estar para breve a partida.





segunda-feira, novembro 16, 2009

Inspirações de Outono

A mãe Natureza abençoou-nos com as cores do arco-íris durante os meses de verão; agora deixa-nos com encantadores ‘slides’ de arte na queda outonal da folhagem.
Tons de vermelho e borgonha estão agora á minha volta. Em sincronia perfeita com este ritmo da Natureza, estudo estes detalhes e enriqueço a minha paleta de cores.
Deixo o meu espírito voar....

(Rapoula-Sarzedas)

quinta-feira, novembro 12, 2009

Dama da noite

Quando o sol se põe e escurece no jardim , sente-se um perfume intenso, suave e delicado: a "dama da noite" faz-se anunciar pela abertura de frágeis e delicadas flores de cor quase branca, ou amarelada. Só com um truque de luz artificial lhe poderemos ver iluminadas as pétalas e observar a sua beleza.
Muitos metros em redor, quase estonteando, o seu aroma forte expande-se, atingindo a vizinhança, levando a todos para paraísos estranhos e encantados.

sábado, novembro 07, 2009

Outono delicioso

São perfeitos estes dias do principio de Novembro. A temperatura não baixou consideravelmente mas as manhãs tornaram-se mais frescas.
Folhas de ouro enfeitam arbustos e árvores; há ainda bastante sol e
a brisa da tarde brinca com as borboletas no meu jardim.

terça-feira, novembro 03, 2009

Fim de tarde

Caminhar sobre a areia húmida, deliciar-me com a agilidade das gavinhas que com ligeireza se afastam das ondas; observar o voo leve das gaivotas em volta. Olhar este mar calmo e o areal tão grande e quase vazio; em fim de tarde de Outono, temperatura de Verão .
Ao pôr-se no horizonte o sol deixou-me reflexos dourados no cabelo!
um paparazzi registou o momento!

 
Free Flower Cursors at www.totallyfreecursors.com