Perfume de Jacarandá

Quem és tu. Quem és tu que assim vens pela noite adiante, Pisando o luar branco dos caminhos, Sob o rumor das folhas inspiradas? Sophia de Mello Breyner Andreson

terça-feira, junho 28, 2011

Tempo de cor...

O sol brilhando nas minhas flores lança fragmentos de luz nas pétalas acetinadas!
Fascina ver as maravilhas naturais que ocorrem nesta época do ano,"obras de arte" deslumbrantes, cálices de fogo criados por artista invisível.
Ninguém consegue reproduzir totalmente o que a natureza cria; podemos sim tentar, usar ’ objectivas’ para transmitir com alguma fidelidade o que vemos e temos. E o resultado é encantador!

(clicar)
(in Kafka’s garden)

terça-feira, junho 21, 2011

Cor e movimento

Eles aí estão, os jacarandás vestidos de lilás.
Fixando o olhar na flor e olhando bem o seu interior a cor é tão suave, maravilhosa!
Ano após ano, aguardo com ansiedade este espectáculo, para mim quase único: depois...bem depois é o manto de flores no chão cobrindo o passeio.
Através da copa dos jacarandás floridos o céu em contraste fica mais bonito, parece uma pintura com nuvens pairando em tons de verde e lilás!
Com mais atenção ainda, assistimos a verdadeiros "concertos" tantos são os sons da passarada que aqui habitam: sinfonia de cor e sons oferecidos pela mãe Natureza .



" Cada dia vem trazendo seus próprios presentes. Desatem as fitas."
~Ruth Ann Schabacker ~

quarta-feira, junho 15, 2011

Hoje é o teu dia

Um carinho, um sorriso, um abraço. Momentos num ambiente mágico (Kobberdame) que se eterniza, momentos de ternura que ilumina o dia e o enche de cor.
Embora queira parar o tempo, a verdadeira alegria está em ver a vida desenrolar-se, sentindo a preciosidade destes momentos.
Como o tempo passou! Já não te pego ao colo, a pequenina agora sou eu …
Cada momento da tua existência tem a sua beleza, o seu significado, sentires únicos: têm valido a pena serem vividos.



"O coração da mãe é a sala de aula do filho." (Henry Ward Beecher)

terça-feira, junho 07, 2011

Varanda pró mar…


São muitas as vezes que aqui encontro momentos únicos: o brilho do sol, do mar: tanto céu e eu parte dele; aqui encontro a paz da falésia, o vento soprando suave no cabelo…
O azul - mar no horizonte, embala-me tranquila.
O fim de tarde aqui é mágico, convida à interiorização; é sempre bom chegar cá, respirar fundo e ‘ ouvir o grande silêncio’.
O tempo podia parar aqui…


"Casa branca em frente ao mar enorme,
Com o teu jardim de areia e flores marinhas
E o teu silêncio intacto em quem dorme
O milagre das coisas que eram minhas."

SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN
 
Free Flower Cursors at www.totallyfreecursors.com