Perfume de Jacarandá

Quem és tu. Quem és tu que assim vens pela noite adiante, Pisando o luar branco dos caminhos, Sob o rumor das folhas inspiradas? Sophia de Mello Breyner Andreson

domingo, maio 27, 2012

As quatro estações (primavera) - Vivaldi





Música, flores, aves que cantam. Aves pelas quais tenho especial afeição graciosas, elegantes!
Vivaldi  transformou tudo em notas musicais: os instrumentos exprimem  a atmosfera de cada  estação! um exemplo de poema em sinfonia ou de sinfonia em poema.  Escreveu sonetos para acompanhar estes concertos!
Gosto de ouvir  as quatro estações  lendo em simultâneo os  sonetos que a música ilustra; levam ao sonho. O canto de um pássaro ou o brotar da água de uma nascente… Belíssimo!

A música, está no ar...a letra , essa pode ler-se aqui:( não arrisco a tradução…)

Primavera-Allegro - 1º And.

Springtime is upon us.
The birds celebrate her return with festive song,
and murmuring streams are softly caressed by the breezes.
Thunderstorms, those heralds of Spring,
roar, casting their dark mantle over heaven,
Then they die away to silence,
and the birds take up their charming songs once more.








quinta-feira, maio 17, 2012

P & B





Não é difícil ajustar a câmara fotográfica para obter’pics’ a preto e branco: encantam-me mais que a ‘cor’. Diria até que têm algo de poético!
A ausência das cores, mostra-nos detalhes que não percebemos quando somos influenciados pelas cores. Sem cor as expressões ganham um outro sentir; o azul da água e a vegetação, por ex. dão um cinza interessante!
Uma atmosfera que nos leva mais ‘longe’. Verdadeira arte em escalas de cinza… E, lilás com tons de cinza combina na perfeição…




quinta-feira, maio 10, 2012

Somente hoje…





Ontem, era um simples botão em árvore parecendo adormecida.

Amanhã ou depois, suas pétalas irão com o vento.

Mas hoje, cheia de vida, cheia de cor brilha e assinala um novo começo: são flores que brotam e florescem. Voltam-se para o sol e para o céu e abrem porque é primavera.

quinta-feira, maio 03, 2012

E o mar ali tão perto...





É disto, que gosto tanto: o vento soprando suave, aves que voam, espaços abertos de terra e céu. Nuvens qual obra de arte abstrata, tela bonita que faz sentir o pleno contacto com a natureza.
 Quando o sol começa a despedida a cor pareceu escorrer para fora da paisagem, e eu ali, deixando o espetacular acontecer à minha volta.
A vida ganha forma e muito mais cor quando abrimos caminho para a clareza de um olhar.


…amo andar por estes caminhos, entre árvores
a balançar na brisa que vem do mar...
Amo as horas paradas do tempo em
que o mundo parece ter estacionado numa praia,
onde as ondas fazem graça na areia branca.

amo o verde esperança das matas,
o azul pacífico das inquietas águas,

…cores de doçura e de força,
numa prece que é pura natureza. 




 
Free Flower Cursors at www.totallyfreecursors.com