Perfume de Jacarandá

Quem és tu. Quem és tu que assim vens pela noite adiante, Pisando o luar branco dos caminhos, Sob o rumor das folhas inspiradas? Sophia de Mello Breyner Andreson

quarta-feira, fevereiro 19, 2014

suavemente


Ainda com alguma timidez,  atreveu-se a sair do seu casulo protector e orgulhosamente revelou-se, adornada com estas cores suavemente belas. Gemendo em gotas de orvalho-pétalas-de- veludo inspirariam qualquer tela de artista!
E quem não quer uma pitada de lilás  deste inverno profundo?
São as minhas primeiras flores no jardim,  numa manhã  ainda sem canto-de-pássaros, apenas momentos de vento e folhas caídas.



Estes dias cinzas não os passaremos em branco, 
mas em vermelho, amarelo, laranja, verde, nas tardes choveremos lilás.
                                                             Chandal Nasser 





quinta-feira, fevereiro 13, 2014

melancolias




A chuva constante, a pouca luz e falta de cores provocam-me nostalgia, porventura alguma melancolia.
Esta ‘real’ natureza leva-me-traz-me de volta à infância, bem distante, ao tempo dos vestidos(inhos), das bonecas, dos laços no cabelo, às brincadeiras-caseiras entre irmãos, ao aroma dos bolos na cozinha, das vozes que tranquilizavam… e tantas outras memórias…
Uma infinidade de lembranças que senti quando fiz esta fotografia.




terça-feira, fevereiro 04, 2014

D’ Inverno




Este silêncio-solidão tira-me o fôlego.
inverno prolonga-se, parece não ter fim. Eu estou desejando mais cor, mudança, dias mais quentes, mais luz.
No entanto, descobre-se que nestas cores monocromáticas  invernosas, há beleza que me atrai.
Duma caminhada  na  serra  lousanense em tarde húmida e aparentemente triste, recordo e trago esta paleta de inverno. 





 
Free Flower Cursors at www.totallyfreecursors.com