Perfume de Jacarandá

Quem és tu. Quem és tu que assim vens pela noite adiante, Pisando o luar branco dos caminhos, Sob o rumor das folhas inspiradas? Sophia de Mello Breyner Andreson

segunda-feira, julho 04, 2011

No jardim do ” Éden”!...





Suave música enche o ambiente: um pequeno pássaro, - será uma cotovia? - entoa sua canção, tão magnifica quão simples e bela!
Enquanto descontraio à sombra dos bambus, recosto a cadeira sob a suavidade de uma ligeira nuvem. Quando criança fazia muito isto, deitada na relva , observando os desenhos que as nuvens formam: sempre apareciam formas bem diferentes, por vezes escolhia uma para voarmos juntas, e sentia-me também voando... por momentos voltei a ser criança…ah!

"Todas as grandes personagens começaram por serem crianças, mas poucas se recordam disso." (Antoine de Saint-Exupéry)

56 Comentários:

  • Às 4 de julho de 2011 às 19:45 , Blogger Rosa dos Ventos disse...

    Ainda bem que te lembras da infância deitada na relva! :-))

    Abraço

     
  • Às 4 de julho de 2011 às 20:27 , Blogger Evanir disse...

    Segunda Feira..
    Que seu Domigo tenha sido maravilhoso.
    Um linda semana
    Sonhos realizados.
    Paz saúde e acima de tudo fé
    para mais uma semana.
    Anjo ,,tudo que desejo a você
    é uma semana de muito carinho
    e que você possa viver com muito amor.
    Caso estiver com um grande problema
    ou muito triste .
    Creia voCê nunca estará só
    tem alguem que te guarda
    de todos os males.
    E você tem a mim que amo você.
    beijos e muito carinho,Evanir

     
  • Às 4 de julho de 2011 às 21:20 , Blogger Flor de Jasmim disse...

    Querida Lilá(s)
    Algumas ainda se mantêm crianças são elas os "poetas".
    Sabes que eu em criança também passava muito tempo deitada no chão a observar as nuvens, só que ainda hoje faço isso, é algo que me fascina os desenhos delas.
    Beijinho

     
  • Às 4 de julho de 2011 às 22:06 , Blogger Manuela disse...

    Querida Lilá(s), sempre gostei de nuvens, das brancas, fofas, anunciadoras de bom tempo :)

     
  • Às 4 de julho de 2011 às 22:56 , Blogger Mona Lisa disse...

    Olá

    Quem não tem vontade de voltar a ser criança?

    Ao tempo em que não nos preocupávamos com nada...

    Deitei-me na relva, olhando a tua belíssima foto.

    Bjs.

     
  • Às 4 de julho de 2011 às 23:40 , Blogger Arnoldo Pimentel disse...

    Muito lindo e poético esse texto, parabéns.Beijos

     
  • Às 4 de julho de 2011 às 23:56 , Blogger Sam. disse...

    Todos ainda temos uma criança dentro de nós. Depende de cada um deixar que a sua saia para brincar.

    Tão bom quando por um momento podemos ver as coisas com os olhos inocentes da infância!

    Um beijo, querida flor, Lilás!

     
  • Às 5 de julho de 2011 às 01:49 , Blogger Smareis disse...

    "Todas as grandes personagens começaram por serem crianças, mas poucas se recordam disso." (Antoine de Saint-Exupéry) muito verdadeiro. Um abraço! ótima semana!

     
  • Às 5 de julho de 2011 às 02:57 , Blogger Lis disse...

    Oi kirida
    sempre gostei muito de olhar como está o ceú, é mania.
    Já levanto querendo saber se há nuvens branquinhas, se estão cinzentas ou se todo azul. As pessoas até estranham essa minha bobice rsrs
    estou sempre exclamando - que céu lindo! e elas se espantam, porque nao reparam nisso , é a ultima coisa que olhariam eu acho rs
    penso que se esqueceram das coisas de crianças.
    E eu nem fui uma criança tão alegre, nao tive bonecas , tive nuvens.
    abraços Lilá(s)
    boa semana, boas férias, fique bem.

     
  • Às 5 de julho de 2011 às 09:04 , Blogger Isamar disse...

    Quantas vezes fazia o mesmo, querida amiga! E assim, sem irmãos para brincar, passava tardes a observar as nuvens e as diferentes figuras que a minha imaginação construía.

    Beijinhos

    Bem-hajas!

     
  • Às 5 de julho de 2011 às 10:47 , Blogger Avelaneira Florida disse...

    Toca a aproveitar!!!!!!!!!
    A infância teve mistérios que só agora conseguimos descodificar!!!! Ainda bem que é possível fazê-lo...
    DIAS CHEIOS!!!!!!
    Bjhs por detrás dos meus "papeles"

     
  • Às 5 de julho de 2011 às 13:51 , Blogger ✿ chica disse...

    E como fazem bem esses voos. É lindo olhar para o céu, voar com as nuvens e imaginar...}lindo, como sempre, aqui!

    beijos, tudo de bom,chica

     
  • Às 5 de julho de 2011 às 13:59 , Blogger Fa menor disse...

    Uma bela descontração em verde e azul. Também gosto!
    :)

    Bjos

     
  • Às 5 de julho de 2011 às 15:48 , Blogger mfc disse...

    Ainda me deito nesse chão de que falas a olhar as nuvens!"
    ... e gosto... e sonho!

     
  • Às 5 de julho de 2011 às 16:52 , Blogger Manuela Freitas disse...

    Decidi, depois de me terem dito, que sou uma mulher sem idade, não ter idade...assim está bem viva a criança que há em mim...gosto de me deitar na relva e ficar a olhar para as nuvens...e ver castelos...grandes veleiros...e de caminhar com as nuvens!
    Beijinhos

     
  • Às 6 de julho de 2011 às 03:47 , Blogger Lena disse...

    Lilá(s)
    Ser criança nos permite ver, sonhar e acreditar em tudo. Essa fase da vida é mágica.Minha linda, obrigada pelo seu carinho deixado lá no Amadeirado. Te gosto muito, minha flor lilás!
    Bjkas com muito carinho!

     
  • Às 6 de julho de 2011 às 07:46 , Blogger OutrosEncantos disse...

    sabes, uma metade de mim é criança e a outra já nem sequer me pertence :)
    mas eu penso que todo o mundo tem uma criança dentro de si, alguns têm apenas acanhamento de a mostrar :)
    gostei da tua reflexão
    gosto do cheiro da relva
    e do canto dos pardais
    também gosto de viajar nas núvens

    beijo, Lila(s) e obrigada pelo carinho lá no meu canto

     
  • Às 6 de julho de 2011 às 09:40 , Blogger Hugo de Macedo disse...

    É impossível não recuar no tempo, ao ler este texto.

     
  • Às 6 de julho de 2011 às 14:44 , Blogger SOL da Esteva disse...

    Lilá(s)

    Como é bom saber-se como povoar o Espírito com a Alma e as recordações de criança e pairar sobre as formas e desenhos da núvens.
    Saber sonhar acordada é de muita valia e Paz.

    SOL da Esteva
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

     
  • Às 6 de julho de 2011 às 17:11 , Blogger Flor de Lótus disse...

    Oi,Lilá!
    Que árvore linda!
    Infelizmente quando crescemos muitos de nós nos esquecemos que um dia fomos crianças.Mas, ela está viva dentro de nós, em algum lugar,mesmo que bem escondidinha.
    Beijosss

     
  • Às 6 de julho de 2011 às 17:55 , Blogger helia disse...

    É muito agradável recordar o tempo de criança !
    Gostei muito do texto .

     
  • Às 6 de julho de 2011 às 21:31 , Blogger MARILENE disse...

    Também já passei por esse lindo caminho. Traz lembranças sempre felizes.

    Bjs.

     
  • Às 7 de julho de 2011 às 02:04 , Blogger ONG ALERTA disse...

    Jardim da vida...beijo Lisette.

     
  • Às 7 de julho de 2011 às 04:36 , Blogger Elisa T. Campos disse...

    Agradável texto. Na minha infância também adorava ver e ouvir o canto dos pássaros no sítio onde morava.
    Creio que o canto da cotovia deve ser tão mavioso como o canto do canário?

    Um abraço daqui do Brasil.

     
  • Às 7 de julho de 2011 às 13:00 , Blogger Vivian disse...

    Olá,Lilá(s)!!

    Que terno momento!!É bom conservarmos a criança que fomos dentro de nós!!
    Assim saberemos valorizar sempre este doces momentos!
    Beijos pra ti!

     
  • Às 7 de julho de 2011 às 16:18 , Blogger Jardineiro do Rei disse...

    O título do seu blogue trás à minha memória uma recordação da minha meninice...
    À porta da minha velha casa, uma casa velha e cheia de sombras, com a alma que só as velhas casas têm, que fora feita como que para eu morar nela... havia uma árvore ...Era um Jacarandá! Imenso... cósmico! Tão alta que parecia tocar o céu... Um tronco enorme. Muitos e muitos anos de vida. Fazia as minhas delicias.... os pássaros chilreavam logo pela manhã lá do alto dos seus ramos.No entanto, quis o destino que eu fosse privado da sua sombra amiga... Um dia... durante uma feroz tempestade tropical, um raio atingiu-a em cheio! Ficou completamente carbonizada... Senti uma pena imensa! Ainda hoje sinto saudades dela. Sabe... ela fazia parte do meu mundo mágico!
    Os anos passaram... de tempos a tempos assaltava-me o espírito a memória desse tempo descuidado e feliz... e nesse reviver, lá surgia o meu velho Jacarandá. Quem me dera poder voltar a admirar aquela árvore!
    Um dia, há 30 anos atrás, dei comigo a namoriscar uma árvore linda, também um Jacarandá. que havia em Almada, com umas flores magnificas, de uma azul intenso... Não tão linda, é claro, quanto a minha velha árvore da minha meninice. Um pensamento e uma ideia surgiram de repente na minha mente. E se eu semeasse uma semente daquela árvore? Quem sabe eu não teria daí a uns anos uma árvore igual à da minha infância? Sempre desejei poder rever diariamente o meu velho Jacarandá... E semeei a sementinha. E dessa minúscula semente, nasceu uma plantinha... e eu plantei-a no passeio, na rua em frente à minha porta. Desejei muito que ela crescesse... mas também sabia que as probabilidades disso acontecer eram mínimas. Os Deuses estiveram comigo e com a minha frágil árvore menina e ela cresceu... cresceu. Hoje está uma árvore magnifica! E sabe uma coisa? Ela parece agradecer eu ter querido muito que ela sobrevivesse... todos os anos me presenteia com uma floração maravilhosa que entra pela minha varanda e pela minha janela! E é tão real que posso sentir o seu afago quando estendo para ela a minha mão. É o milagre da Vida a acontecer...

    Um abraço

    Jardineiro

     
  • Às 7 de julho de 2011 às 18:05 , Blogger Mariazita disse...

    Olá, Lila
    Eu tenho o vício (é um verdadeiro vício...) de olhar para as nuvens, e descobrir os desenhos que elas fazem.
    Quando viajamos de carro, ali sentadita com música de fundo, é um regalo olhar para as núvens.
    E é engraçado que quando era garota também gostave de me deitar de papo p'ró ar a ver as nuvens. Já vem de longe :)))

    Uma semana feliz. Beijinhos

     
  • Às 7 de julho de 2011 às 21:57 , Blogger Li Dias disse...

    Saudades estava de passear pelo seu Éden... e vim compartilhar dessas lembranças que guardo até hoje, a mania de observar o formato das nuvens. Filhos nos fazem preservar esta criança, penso eu...bjs.

     
  • Às 7 de julho de 2011 às 22:08 , Blogger Malu disse...

    E depois sou eu quem tenho inspirações e sensibilidades...!!!
    Sim, mas tu, Lila, a lembara e exaltar a beleza dos bambus, simples e obedientes com a natureza... quer maior sensibilidade que esta?
    Linda imagem.
    A sombra de um bambuzal é a mais refrescante que se possa haver.
    Abraços.

    Ador este teu canto, pois imagens me fascinam...

     
  • Às 7 de julho de 2011 às 23:17 , Blogger Lena disse...

    Lilá(s)
    Passei rapidinho pra te deixar uma beijoka. Uma ótima sexta-feira pra você!

     
  • Às 7 de julho de 2011 às 23:36 , Blogger AFRICA EM POESIA disse...

    Passei para um beijinho e sentir o aroma ...
    beijos

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 00:54 , Blogger Petrus Monte Real disse...

    Ainda hoje gosto de observar figuras desenhadas nas nuvens!
    é a eterna infância que nos faz sonhar.
    Muito grato por avivar a memória!
    Bjs

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 02:38 , Blogger Sônia Silvino disse...

    Que lindo, amiga!
    Vir aqui é se rechear com sensibilidade. Adoooooro!
    Sua amizade me faz mais feliz!
    Suas visitas aos meus blogs tornam o meu dia bem melhor!
    Acompanhe as atualizações dos meus 28 blogs aqui: http://blogsdasoniasilvino.blogspot.com e aqui blogsdasoniasilvino2.blogspot.com
    Beijos meus, muuuuitos!
    Sônia Silvino's Blogs
    Vários temas & um só coração!

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 02:38 , Blogger Sônia Silvino disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 09:14 , Blogger Michelle Campos disse...

    Maravilhoso!!!
    Beijinho

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 15:49 , Anonymous Marieta disse...

    Lila querida,

    Teu blog é um bálsamo para a alma.

    Nuvens...
    Como me deleito ao olhar um céu azul matizado com brancas nuvens...
    Embarco numa delas e viajo enfrentando anjos, aves e até monstros, conforme elas se apresentem.
    Com carinho

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 17:28 , Blogger Pedrasnuas disse...

    Lindo!!! Estender-se na relva e viajar com as nuvens...ora que bom!!! Fizeste-me lembrar as personagens dos contos infantis...e tu és uma...

    Saint -Exupéry tem razão!!!

    Bjs

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 18:08 , Blogger Justine disse...

    A sabedoria de apreciar as coisas simples da vida. A alegria de ainda recordar os voos de criança.O privilégio de ouvir os concertos que as aves nos oferecem...

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 20:46 , Blogger AC disse...

    Ah, Lila, conseguiste fazer-me viajar...!

    Beijo :)

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 22:39 , Blogger Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

    Por vezes, temos de soltar a criança que há em nós.
    Seria tão bom que, de quando em vez, ainda que por breves instantes, pudéssemos voltar a ser realmente crianças, assistindo ao genuino recuar do tempo...
    Abraço.

     
  • Às 8 de julho de 2011 às 23:29 , Blogger Peônia disse...

    Que post lindo!
    Infância, nuvens, pássaros...

    Beijos flor de jacarandá!

     
  • Às 9 de julho de 2011 às 00:17 , Anonymous Anónimo disse...

    ...dá a sensação que tavas nas nuvens...
    msn

     
  • Às 9 de julho de 2011 às 03:57 , Blogger Mariz disse...

    Como é bom sentir-se criança novamente e poder deixar a imaginação voar junto com as nuvens.

    beijos de boa noite, querida.
    Mariz

     
  • Às 9 de julho de 2011 às 09:47 , Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 9 de julho de 2011 às 09:52 , Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

    Amiga desejo que esteja bem.
    Ser criança é muito bom e alargamos
    esse estado ao longo da nossa vida
    melhor ainda.Tenho uma criança de
    4 anos na família(que foi comigo
    à Irlanda nesta última viagem e
    já perguntou: tia, quando compras
    bilhetes para irmos à Irlanda)gostou,
    tudo indica.Mas queria dizer que ela está sempre a pedir-me para
    lhe contar histórias...
    Beijinhos

     
  • Às 9 de julho de 2011 às 12:42 , Blogger Lilazdavioleta disse...

    Lilá(s),

    que continues criança ...


    E como sempre , a foto é óptima e linda .

    Um beijo

     
  • Às 9 de julho de 2011 às 16:02 , Blogger Maria disse...

    Querida amiga eu recordo muitas vezes a minha infância. O meu filho pedro adora ouvir eu falar de quando era menina. Ainda hoje adoro olhar o céu e ver as diferentes formas das nuvens, por vezes o céu está fabuloso.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

     
  • Às 9 de julho de 2011 às 22:29 , Blogger Paty disse...

    Olá Lilás... querida

    É muito bom lembranças da infância, nos fazem lembrar de como fomos felizes....

    bjs

    ótimo domingo....

     
  • Às 10 de julho de 2011 às 10:52 , Blogger gaivota disse...

    que bom que é ser criança! felizmente recordo muitos episódios desse tempo... e revejo-os agora nos meus netos...
    beijinhos

     
  • Às 10 de julho de 2011 às 18:22 , Anonymous Listel disse...

    Boa tarde, Lilás,
    Foi bom ir lá atrás, às boas lembranças de quando era pequenita.
    Obrigada, por mais este extase, minha querida mágica. Ahhhhhhhhh!
    Abraço de luz, Listel

     
  • Às 10 de julho de 2011 às 18:56 , Blogger Álvaro Lins disse...

    Poesia em prosa!
    Abraço

     
  • Às 10 de julho de 2011 às 22:00 , Blogger Flor de Lótus disse...

    Oi,Lilá!Passando para desejar-lhe uma ótima e abençoada semana!
    Beijosss

     
  • Às 10 de julho de 2011 às 23:23 , Blogger ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

    OUTRO DIA ME DEITEI NO BANCO DO JARDIM E VI MUITOS DESENHOS NAS NUVENS E FIQUEI LÁ SONHANDO COM COISAS LINDAS DA MINHA MENINICE!
    ADOREI VIR AQUI POIS ADORO LER!
    BEIJO

     
  • Às 11 de julho de 2011 às 22:32 , Blogger Mz disse...

    A forma das núvens são sempre um desafio à imaginação o que eu vejo poderá não ser o que outra pessoas vê. Quando são branquinhas e estou na praia, fazem parte de um quadro relaxante.

    Bjs

     
  • Às 15 de julho de 2011 às 18:21 , Blogger Evanir disse...

    Carinhosamente venho desejar
    um feliz final de semana.
    beijos no coração,Evanir.

     
  • Às 16 de julho de 2011 às 19:22 , Blogger Parapeito disse...

    :)) è bom quando nos lembramos da nossa infância.
    Eu ainda continuo a olhar para as nuvens e a imaginar histórias :)
    brisas doces para todos***

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Free Flower Cursors at www.totallyfreecursors.com