Perfume de Jacarandá

Quem és tu. Quem és tu que assim vens pela noite adiante, Pisando o luar branco dos caminhos, Sob o rumor das folhas inspiradas? Sophia de Mello Breyner Andreson

domingo, julho 22, 2012

Ode ao tomate




…enche as saladas do Chile,
casa-se alegremente com a branca cebola,
e para o celebrar deita-se-lhe o azeite,
filho natural da oliveira,
sobre os hemisférios entreabertos,
adiciona a pimenta
a sua fragância, o sal o seu magnetismo:
…..
Odes Elementares, Pablo Neruda


Só Neruda, se lembraria do tomate para lhe dedicar uma ode!
O tomate revela vibração das cores, tem a capacidade de casar-se com outros sabores e aromas. Poderoso antioxidante, com sabor único, quando amadurece lentamente na planta, banhado pelo sol, frutos que cantam o verão!
Estes são da  minha pequena horta.

72 Comentários:

  • Às 22 de julho de 2012 às 19:37 , Blogger Mona Lisa disse...

    ...além de ser bom para a beleza!

    Uso e abuso do tomate...até em compota!

    Adorei a simplicidade e beleza da tua foto.

    Beijinhos.

     
  • Às 22 de julho de 2012 às 20:35 , Blogger OutrosEncantos disse...

    lolll..., não conhecia tal poema de Neruda!
    interessante!
    e sim, são muito bons para a saúde os frutos vermelhos.

    beijinho.

     
  • Às 22 de julho de 2012 às 20:36 , Blogger Rosa dos Ventos disse...

    Tenho um tomateiro plantado num grande vaso e está cheio de tomates...verdes ainda! :-))
    Gosto muito de tomate e gostei da ode de Pablo Neruda que não conhecia!

    Abraço

     
  • Às 22 de julho de 2012 às 21:33 , Blogger Flor de Jasmim disse...

    Sim só Neruda!
    É razão para dizer lindos tomates que tens!
    Também tenho plantados por mim, gosto de os comer como como maçãs.
    Tem um boa semana amiga.

    Beijinho e uma flor

     
  • Às 22 de julho de 2012 às 22:48 , Blogger *C*inderela disse...

    que bom aspecto, quem me dera ter uma horta.
    prefiro o tomate chucha ou cherry :)

    Bjokas

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 01:00 , Blogger Mariz disse...

    Os tomates combinam com tudo, lindos os de sua horta, além de serem orgânicos com sabor diferenciado.

    bjos querida amiga e ótima semana!

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 02:00 , Blogger Estela disse...

    Eu gosto muito de tomate, e agora ao ler a Ode de Neruda, terá mais sabor, com certeza!
    Tomates são cheirosos, coloridos e saborosos.
    É muita alegria poder colhê-los em sua própria horta.
    Beijocas.

    P.S. Neruda também escreveu a "Ode ao caldinho de côngrio" (um peixe muito comum no Chile) - só mesmo Neruda (rsss).

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 11:06 , Blogger Nicast disse...

    Gosto muito do Neruda... e de tomates tbém, parabéns pela horta.

    bjos.

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 11:47 , Blogger Justine disse...

    Lindos! Os meus ainda não amadureceram!
    (O Neruda só se esqueceu dos orégãos:))))
    Boas saladas!

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 15:58 , Blogger Graça Sampaio disse...

    Boa colheita, sim senhora! Lá no meu quintal (de cimento) eu só tinha um vaso que dava malaguetas pequeninas - piri-piris) mas com a geada negra de Fevereiro, até esses foram à vida! Agora só tenho sardinheiras...

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 17:41 , Blogger Jardineiro do Rei disse...

    Lila...
    Um verdadeiro "hino ao tomate"...
    Alem de saboroso (eu gosto dele só assim e pronto...)é decorativo, é colorido, é estranho. Parabéns pela produção.

    um abraço encalorado

    joão

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 22:14 , Blogger Elisa T. Campos disse...

    Lilá(s)

    Que preciosidade tens no jardim.
    Adoro tomate em saladas e molhos.

    Um lindo início de semana
    Bjs.

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 22:26 , Blogger Amapola disse...

    Boa noite, querida amiga.

    Ainda mais, sendo da sua horta.
    É uma delícia essa combinação toda...
    Merece mesmo, o poema do Neruda.

    Muitas bênçãos.

    Beijos.

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 22:26 , Blogger João Gomes disse...

    Viva
    Belos tomates e magnífico poema, não conhecia. Neruda só se esqueceu do manjericão que combina deliciosamente com o tomate e azeite.
    Parabéns pelo seu blog.
    Cumprimentos
    João

     
  • Às 23 de julho de 2012 às 23:52 , Blogger Isa Lisboa disse...

    Não imaginava que existia uma ode ao tomate... Mas vendo bem, é uma ode merecida!
    Beijos

     
  • Às 24 de julho de 2012 às 00:46 , Blogger ✿ chica disse...

    Só ele mesmo pra fazer uma ode assim!!Legal e os teus, lindos.Coisa boa!! beijos praianos,chica

     
  • Às 24 de julho de 2012 às 10:18 , Blogger Hugo de Macedo disse...

    Bem, um poema que em tudo está relacionado com a foto! Desconhecia, este poema...

     
  • Às 24 de julho de 2012 às 13:05 , Blogger AC disse...

    Lila,
    Uma horta é um sítio fantástico, assim nós lhe consigamos descobrir os encantos.
    (Também já comecei a colheita)

    Beijo :)

     
  • Às 24 de julho de 2012 às 14:51 , Blogger Viviana disse...

    Olá, Lilá(S)

    Que bom aspecto têm!
    Os pequeninos é que não conheço...

    Também tenho uma hortinha, na margem de uma ribeira.
    Tenho uma sementeira variada.
    Desde amendoins, milho, feijão, courgetes, cenouras, tomates, pimentos, pepinos, etc etc.
    Dá-me um prazer imenso estar por lá a trabalhar.
    Vou lá daqui ap ouco, regar.

    Um abraço
    viviana

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 00:06 , Blogger Pérola disse...

    Tenho por hábito comer um tomate a acompanhar a refeição, sem tempero, só cortado, seja lá que comida for. Sabe-me muito bem.
    Um beijinho.

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 00:10 , Blogger MARILENE disse...

    Beleza de tomates! Não conhecia esse texto de Neruda. Impressionante como o tornou poético. Bjs.

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 00:43 , Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

    De vez em quando, visito Neruda...
    Não passo um dia, sem o rico tomate.

    Beijinhos, Lilá(s),
    da Lúcia

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 00:49 , Blogger lis disse...

    Ah quem me dera um quintal pra plantar tomates ...que delícia , a foto é saudável e maravilhosa Lilá(s)
    O poema de Neruda é ótimo,os
    tomates estão sempre presentes em toda receita e tem mesmo um cheirinho suave que aumenta o apetite.
    Sempre cuidadosa , trazendo belezas , curiosidades, o cotidiano de forma singular.
    Parabéns

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 01:10 , Blogger Zilani Célia disse...

    OI LILÁ(S)!
    QUE COISA BOA TER ISTO EM CASA, NUMA HORTA, SEM AGROTÓXICO, É UM PRIVILÉGIO.
    ABRÇS


    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 06:55 , Blogger Braulio Pereira disse...

    gosto muito de tomates..

    agora os tomateiros estâo repletos
    cheiram que recende .....


    e confitura em doce provem .. provem..


    beijos!!

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 11:36 , Blogger Mariazita disse...

    Querida amiga Lila
    Sei que compreendes e perdoas o atraso com que agradeço as tuas palavras de conforto.
    Isto é mais difícil do que alguma vez eu poderia imaginar!
    Sei que vai ser muito difícil ultrapassar esta dor tão forte, mas tenho fé em que Deus me dê forças para o fazer.

    Um beijinho muito grato pela tua solidariedade, minha querida.

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 12:29 , Blogger Everson Russo disse...

    Uma inspiradora fruta a virar poesia....beijos de bom dia pra ti amiga...

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 13:59 , Blogger Maria Alice Cerqueira disse...

    Ola querida amiga,
    Hoje é apenas para agradecer a sua carinhosa presença no meu cantinho.
    Muito obrigada!
    Um lindo dia para voce.
    abraço muito amigo
    Maria Alice

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 22:01 , Blogger Sonhadora disse...

    Minha querida

    Nerúda fazia a pedra dar flores, e adorei os teus tomates, esses sim que devem ter o sabor dos de antigamente.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 23:12 , Blogger Anne Lieri disse...

    Lila,é verdade!Um grande poeta!Nem o tomate escapou!...rss...bjs e meu carinho,

     
  • Às 25 de julho de 2012 às 23:57 , Blogger Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

    Que imagem linda dos tomates!!
    Pablo é realmente maravilhoso e pra tudo, o seu olhar de poeta.
    Eu adoro tomates em tudo, deliciosos!

    Beijos, amiga querida!!

     
  • Às 26 de julho de 2012 às 03:20 , Blogger ONG ALERTA disse...

    Maravilhoso, beijo Lisette.

     
  • Às 26 de julho de 2012 às 10:03 , Blogger SOL da Esteva disse...

    A imagem que nos mostras deixa-nos imaginar imensas saladas diferentes.
    Neruda sabia do que falava!


    Beijos


    SOL

     
  • Às 26 de julho de 2012 às 10:51 , Blogger Fa menor disse...

    Que bonitos!

    Imagino-os deliciosos!

    Bjinhs

     
  • Às 26 de julho de 2012 às 11:19 , Blogger Andradarte disse...

    Pois dão certamente....uma rica
    salada....
    Beijo

     
  • Às 26 de julho de 2012 às 11:21 , Blogger greentea disse...

    e agora que é feito dos tomates ?? devem ter ardido todos nesse incendio pavoroso!
    Valha-nos Neruda e as suas odes!!

     
  • Às 26 de julho de 2012 às 12:17 , Blogger Roseli disse...

    Também sendo uma fruta tão saborosa, e de tantos valores, merecido não é mesmo tanta dedicação.
    Bom dia querida, um abençoado dia para ti e beijinhos carinhosos viu. Lindos tomates de sua horta, maravilha mesmo.

     
  • Às 26 de julho de 2012 às 14:57 , Blogger Magia da Inês disse...

    ¸.¸❤✿彡
    O tomate merece uma ode.
    Bom fim de semana!
    Beijinhos do Brasil.

    ✿彡
    ¸.¸❤✿•.¸

     
  • Às 27 de julho de 2012 às 00:25 , Blogger Sil disse...

    E é lindo não é?? Adorooo!!
    Adorei a Ode!! Bjss

     
  • Às 27 de julho de 2012 às 14:15 , Blogger Vivian disse...

    Olá,Lilá(s)!

    Mas que belo!!!Não conhecia a Ode ao tomate!Impressionante!
    Eu adoro tomate!
    Beijos,minha amiga!!!!

    *Ir a Portugal é um sonho...mas quem sabe um dia?!Obrigada pelo carinho!

     
  • Às 27 de julho de 2012 às 18:16 , Blogger Lilazdavioleta disse...

    Para complementar esta bela postagem , ode à cebola do mesmo autor
    Cebola
    Luminosa redoma
    pétala a pétala
    cresceu a tua formosura
    escamas de cristal te acrescentaram
    . . .

    Um beijo , Lila

     
  • Às 27 de julho de 2012 às 20:50 , Blogger vieira calado disse...

    E é homenagem ao Pablo e ao tomate!

    Bjsss

     
  • Às 27 de julho de 2012 às 21:07 , Blogger Álvaro Lins disse...

    Olha a minha flor preferida... e co Neruda:)!
    Mas ainda estou a pensar em te roubar o gato, para fazer companhia ao meu:)!
    Bjo

     
  • Às 27 de julho de 2012 às 22:15 , Blogger Vanuza Pantaleão disse...

    Pois é, querida Lilá, o tomate que, alguns pensavam ser hortaliça, mas é fruta e que já foi até considerado "venenoso", saiu daqui, da América pré-colombiana, e foi conquistando com sua beleza e sabor os molhos das "mamas italianas" até chegar aos laboratórios de pesquisa onde foram elevados à categoria de um melhores antioxidantes e até elixir da juventude.Que coisa, hein?(risos)
    Mas, cá entre nós, esse teu cesto de tomates frescos da tua horta, se fossem vistos por Neruda, com certeza, o teriam inspirado a mais de uma ode. Hummmmmm, saltam à vista e abrem o nosso apetite. Maravilha!
    Amiga, um ótimo final de semana e grata pela visita!Beijinhos!

     
  • Às 27 de julho de 2012 às 22:18 , Blogger Luna disse...

    No fundo o tomate é uma parte da vida que nos dá vida, é com certeza merecedor de uma ode
    beijinhos

     
  • Às 28 de julho de 2012 às 04:45 , Blogger Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

    Uma cozinha não sobrevive sem tomates. E esses são lindos, amiga!!!
    Um excelente fim de semana, minha querida!
    Beijocas!

     
  • Às 28 de julho de 2012 às 17:45 , Blogger Paloma disse...

    Eu já estava com saudade desta música lindíssima, que compõe seu blog. Fecho os olhos e sonho, ao som da musica. Maravilhoso fundo musical!

    Abraço

     
  • Às 28 de julho de 2012 às 23:07 , Blogger Malu disse...

    Amiga, adoro esta fruta e por aqui anda num preço absurdo.
    A forma de se plantá-los é muito artesanal e cheia de detalhes. Conheci o processo desde o início e é muito trabalhoso.
    Aqui escolhestes os melhores. Um grande abraço.
    Ah! Adoro come-los com açúcar... rsrsrsr

     
  • Às 29 de julho de 2012 às 03:46 , Blogger Evanir disse...

    Existe um lugar onde tudo é possivel.
    Onde o amor é verdadeiro.
    Onde se acorda em paz…
    Onde as flores tem um cheiro especial…
    E os abraços vem acompanhados de muito amor.
    Este lugar é meu coraçäo…
    É neste lugar que eu guardo as pessoas que amo .
    E que nunca as esqueço.
    Sou feliz por você morar no meu coração.
    Com carinho e saudades desejo um abençoado final de semana.
    Beijos carinhosos,Evanir.

     
  • Às 29 de julho de 2012 às 10:48 , Anonymous Anónimo disse...

    O que tu descobres princesa lilás!!!
    Beijoca
    Teresa

     
  • Às 29 de julho de 2012 às 14:04 , Blogger Lucia Costa Siqueira disse...

    Oi
    Querida
    Vc sempre nos brinda,com lindos poemas,obrigado adoro!!!!!!!
    Obrigado por suas vsts,gosto muito

    Sim tenho recebido de várias amigas o aviso deste maledeto vírus,ja fiz tudo que indicaram e nada resolve.
    Mas disseram tmb que não afeta outrs blogs ao vstr,assim espero
    Um carinhoso abraço
    Bjs

     
  • Às 29 de julho de 2012 às 14:44 , Blogger Suzane Weck disse...

    Sensacional este verso de Neruda sobre os tomates......e teu gato minha querida parece ser um mimoso de primeira,é um encanto de bichano.Tenhas um belo domingo e deixo aqui meu grande abraço.

     
  • Às 30 de julho de 2012 às 12:47 , Blogger poetaeusou . . . disse...

    *
    Lilá(s)
    querida amiga,
    ,
    mi hermano Pablo.
    a salada de tomate . . .
    uma das tuas secretas metáforas,
    o azeite, resíduos da Catalunha,
    cônsul em Barcelona !
    e em Madrid snob demais para ti . . .
    a acidez da cebola, o excesso ou a
    mingua do sal, na posterior Guernica,(Picasso)
    Garcia Lorca a tua alma gémea/1927,
    e o rastilho da tua revolta e aderência,
    após o assassinato do teu amigo Lorca,
    Guerra Civil ??? armas experimentais,
    contra assumidos idealismos ??? não ?
    e o Caudilho, incensado noutros tempos,
    um Aspirante a Militar, que Militar foi,
    com a seguinte tese: Como Conquistar
    a Região Lusa (Portugal) em 24 horas !
    Cantem Galegos, Cantem Catalães,
    Cantem Bascos :
    ,
    Tengo
    algunas Pesetas,
    pero tengo un franco !
    ,
    eu tenho umas Pesetas
    porém, tenho um franco !
    ,
    lid,
    *

     
  • Às 30 de julho de 2012 às 19:42 , Blogger Zilani Célia disse...

    OI LILÁ(S)!
    PASSANDO PARA TE DESEJAR UMA LINDA SEMANA.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

     
  • Às 30 de julho de 2012 às 21:11 , Blogger Smareis disse...

    Que belo esses tomates.
    O poema do Pablo Neruda é fantástico. Esse é um dos meus poeta favorito.

    Beijos e ótima semana!

     
  • Às 30 de julho de 2012 às 23:17 , Blogger Nilson Barcelli disse...

    Só o grande Pablo Neruda para se lembrar de fazer um poema aos tomates...
    Querida amiga, obrigado pela partilha, pois eu não conhecia.
    Tem uma boa semana.
    Beijo.

     
  • Às 30 de julho de 2012 às 23:58 , Blogger Li Dias disse...

    Lindo Pablo (sempre)!
    Lindos seus tomates! E melhor ainda, sem agrotóxicos...

    Um beijo querida, estou em falta contigo.

     
  • Às 31 de julho de 2012 às 00:56 , Blogger Paty disse...

    Olá...

    Não conhecia ... uma combinação perfeita!!!

    bjs

     
  • Às 1 de agosto de 2012 às 10:09 , Blogger Pedrasnuas disse...

    O tomate é efetivamente muito bom...mas atenção quando maduro...esverdeado é nocivo para a saúde...há quem diga que pode causar cancro...Bj

     
  • Às 2 de agosto de 2012 às 03:04 , Blogger Sonhadora disse...

    Minha querida

    passando para agradecer o carinho e deixar um beijinho de boa noite.

    Sonhadora

     
  • Às 2 de agosto de 2012 às 05:39 , Blogger LUCONI disse...

    Meu anjo Neruda um poeta tão grande que do tomate faz um belo poema, adorei, beijos Luconi

     
  • Às 2 de agosto de 2012 às 11:55 , Anonymous Irene Alves disse...

    Também adoro Neruda e gosto de
    tomate.embora o malandro por
    vezes se choque com os meus
    intestinos...
    Desejo que esteja bem
    Bj.
    Irene Alves

     
  • Às 2 de agosto de 2012 às 15:49 , Blogger piedadevieira disse...

    Maravilhosos, querida!Pablo sabia das coisas. Visitei suas casas no Chile e me encantei com a simplicidade do poeta.
    beijos

     
  • Às 3 de agosto de 2012 às 00:27 , Blogger ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

    Querida amiga

    Penso que viver
    é semear com palavras,
    imagens e sonhos,
    palavras que acordem
    o belo,
    o justo
    e o melhor do mundo
    em outras vidas.

    Que este seja o nosso
    compromisso com a vida

    Aluísio Cavalcante Jr.

     
  • Às 3 de agosto de 2012 às 10:27 , Blogger São disse...

    Adoro desde criança comer tomates só com umas pitadas de sal....

    Abraço grande

     
  • Às 4 de agosto de 2012 às 00:53 , Blogger Sonhadora disse...

    Minha querida

    passando para agradecer o carinho de sempre e deixar um beijinho desejando um bom fim de semana.

    Sonhadora

     
  • Às 4 de agosto de 2012 às 02:53 , Blogger Fragmentos Culturais disse...

    Só Neruda, mesmo!
    Só faltou adicionar os oregãos :)

    E os tomates da tua horta devem dar uma salada bem suculenta!

    Para ti, querida amiga um postal virtual de agradecimento pela amizade sempre presente!

    Votos de excelentes férias e que possas fruir dos produtos da tua horta e desse perfume de jacarandá!

    Um beijo

     
  • Às 4 de agosto de 2012 às 21:17 , Blogger Maria Rodrigues disse...

    Não conhecia este poema de Neruda. Gosto imenso de tomate nas saladas e adoro doce de tomate, hummmmmm que bom.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

     
  • Às 6 de agosto de 2012 às 17:52 , Blogger Rosarinho disse...

    Ode ao Tomate! Nunca deixo de aprender e de me surpreeender neste cantinho :)

    ps- festinhas ao Linus

     
  • Às 8 de agosto de 2012 às 15:59 , Blogger Mz disse...

    Lilás,
    estou de volta do "céu" ;)

    Qundo li o título deste post, lembrei-me e Isabel Allende - "Afrodite" um livro que nos leva para o mundo da comida e dos sentidos.

    Neruda também o demonstra aqui neste poema.

    Bjs

     
  • Às 19 de agosto de 2012 às 01:26 , Blogger Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

    Amiga querida!
    Agradeço a tua participação no meu agregador de links!
    Sucesso sempre, amada!
    Beijos!

     
  • Às 4 de março de 2013 às 16:22 , Blogger Pérola disse...

    Volta ao verão.
    Estou cansada da chuva, do frio.
    Que bom sentir o 'calor' da fotografia na frescura do vermelho tomate.

    Um beijinho

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Free Flower Cursors at www.totallyfreecursors.com