quinta-feira, julho 19, 2018

Mar Sonoro









Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.
A tua beleza aumenta quando estamos sós
E tão fundo intimamente a tua voz
Segue o mais secreto bailar do meu sonho.
Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim





9 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Boa noite, querida Lilás!
O mar é cúmplice de muitos amores.
Ele abriga corações em seu seio e nos banha com a ternura vinda de suas ondas.
Tenha dias felizes e abençoados!
Bjm fraterno de paz e bem

Rejane Tazza disse...

Adoro o mar e estou em férias nele! Bom te ver!bjs praianos,chica

Francisco disse...

Gostei

Bjs

Flor de Jasmim disse...

Adoro o mar e tenho que o ouvir todos os dias, é como se um calmante tomasse.

Adorei ler-te, bem vinda Lilá.


Beijinho enorme

Mona Lisa disse...

Foto magnífica, ou não fosse o mar, em total sintonia com o poema.

Beijinhos.

saudade disse...

O mar e os seus encantos.
Beijo de....
Saudade

piedadevieira disse...

Que bom que você voltou! Eu também, que já estava ficando no meio do caminho, resolvi ir em frente. bjs

Ailime disse...

Olá boa tarde,
Estive fora algum tempo e só agora reparei que voltou!
Seja bem-vinda!
Saudades dos seus escritos que tanto admiro.
O poema de Sophia é lindissimo.
Um beijinho.
Ailime

Kalinka disse...


Olá boa tarde

Tenho vindo espreitar e, o blogue está parado.
Uma pena...
Gostava tanto de vir aqui visitá-la e ler o que escreve
Apareça!

Saudades da sua escrita que tanto admiro.

Um beijinho.
Tulipa (Ester)