sexta-feira, janeiro 16, 2009

Jacarandá

O jacarandá florido
Brando cantar trazia
Branda a viola da noite
Branda a flauta do dia

O Jacarandá florido
Brando cantar trazia
O vinho doce da noite
A água clara do dia

Quem o olhava bebia
Quem o olhava escutava
O jacarandá florido
Que o silêncio cantava
Matilde Rosa Araújo > in As Fadas Verdes >

1 comentário:

Victor disse...

Querida Lilás

Do jacarandá o perfume
Que embriaga os sentidos
É amor que arde sem lume
No peito dos entes queridos


Beijinhos.