Perfume de Jacarandá

Quem és tu. Quem és tu que assim vens pela noite adiante, Pisando o luar branco dos caminhos, Sob o rumor das folhas inspiradas? Sophia de Mello Breyner Andreson

sexta-feira, maio 15, 2009

Saber ver

É sentir o que se olha,
é olhar de perto aquilo que parece despercebido... uma flor
uma flor de pétalas frágeis que a brisa agita... obra de arte verdadeira !
olhar para ela em momento especial, descobrir o seu encanto, um carinho, poesia.



O essencial é saber ver
Saber ver sem estar a pensar,
Saber ver quando se vê,
E nem pensar quando se vê
Nem ver quando se pensa.

(Alberto Caeiro)

10 Comentários:

  • Às 16 de maio de 2009 às 00:59 , Blogger GatosMania disse...

    Olá Lilás

    Obrigada pela visita ao meu blog.
    Também gostei do seu,... bonito e repousante

    Irei voltar

    Um abraço

     
  • Às 16 de maio de 2009 às 08:10 , Blogger Vicktor disse...

    Querida Lilás

    Saber ver...

    Vim das terras do longe
    Visitar o teu jardim
    Encontrei tanta magia
    Que fiquei tempos sem fim
    A sentir doce acalmia.

    Do fundo do meu sentir
    Nómada do pensamento
    Sou romeiro e também monge
    Aqui encontro alento
    Vim das terras do longe.
    Vi e senti por aqui uma bonita homenagem. Parabéns a ti e a(o) homenageada(o).

    Beijinhos.

     
  • Às 16 de maio de 2009 às 13:56 , Blogger Isa disse...

    Querida Lilás,gostei de te receber.
    Mas tb.gosto sempre de te visitar.
    Bom fim de semana.
    Beijo.
    isa.

     
  • Às 16 de maio de 2009 às 14:28 , Blogger Pena disse...

    Simpática Amiga:
    Um poema notável de Alberto Caeiro, fruto da sua magia sonhadora e doce.
    Sim! Torna-se necessário "sentir" as coisas. Amá-las quando pensamos nelas com dedicação e amor.
    Um soberbo poema que fascina e encanta.
    Maravilhoso. De sua escolha.
    Adorei com sinceridade.
    Beijinhos amigos de estima perante a sua simpatia gigante e admirável.
    Com respeito e sempre a lê-la atentamente pelo brilhantismo pessoal inequívoco e manifesto. Sensível da sua pureza e beleza.
    OBRIGADO pela sua sincera amizade.

    pena

    Bem-Haja, doce e terna amiguinha!

     
  • Às 16 de maio de 2009 às 22:26 , Blogger MagyMay disse...

    Passei só para dizer que:
    "Gosto de ti desde aqui até à Lua
    Gosto de ti desde a Lua até aqui
    Gosto de ti simplesmente porque gosto..."
    (André Sardet)
    Há coisas que recebemos na altura certa e porquê não sei (ou sei...) foi o caso do teu comentáro de hoje no meu blogue...soube mesmo bem...agradecida!

    Beijinho no coração

     
  • Às 17 de maio de 2009 às 00:18 , Blogger Pico minha ilha disse...

    Um abraço com carinho.Estou com pouco tempo mas tudo voltará ao normal.Beijinhos

     
  • Às 17 de maio de 2009 às 14:48 , Blogger Sara disse...

    Olá amiga, também sou fã de Alberto Caeiro para mim o melhor heterónimo de Fernando Pessoa Beijos, Sara Louro (da Arca)

     
  • Às 17 de maio de 2009 às 20:03 , Anonymous Milu disse...

    É bom quando se vê, como eu pude ver, o quanto você, Lilás, sabe ser amiga! Obrigada, por se ir lembrando de mim. É bonito tudo aquilo que podemos fazer e demonstrar por aqui!
    Um beijo.

     
  • Às 18 de maio de 2009 às 10:50 , Blogger des-encantos disse...

    por cá para ver os Lilasessssssssssssssssss

     
  • Às 20 de maio de 2009 às 13:52 , Anonymous candida disse...

    Amiga Lilás
    É com simpatia que visito com frequencia este espaço pois neste fim do mundo... até serve de distração... bjs

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Free Flower Cursors at www.totallyfreecursors.com