sábado, julho 18, 2009

Na Aldeia-Lar

São os habitantes mais recentes da Aldeia fazendo parte de uma ‘família’ que aqui mora há cerca de um ano.
Os pequenotes são mansos e deixam-se acariciar no focinho, imagine-se!
Têm o corpo coberto de espinhos, acastanhados e com bandas escuras nas extremidades. A cauda muito pequena, as orelhas igualmente pequenas com a cabeça bem destacada do corpo.
Em plena luz do dia movem-se ligeiros e atarefados de um lado para o outro, em áreas verdes, não se preocupando ‘connosco’.

A colónia de espécies na Aldeia está assim cada vez mais completa.

Victor N e Vicktor R

15 comentários:

Méon, disse...

Que maravilha de imagens e vivências aqui nos trazes!...
Obrigado!

poetaeusou . . . disse...

*
belo post,
,
OURIÇO CAIXEIRO.
Erinaceus europaeu,
o mais higiénico
animal de estimação . . .
,
conchinhas coloridas, deixo,
,
*

tulipa disse...

Obrigada pela visita.
Onde fica essa aldeia?
Gostava de ter um pouco de terra para poder trabalhar...
um abraço

Milu disse...

Observar os animais faz-nos bem, auxilia a dispersar o stress! Tenho alguma pena de não ter condições para ter animais. Vivo num apartamento...
Continuação de um bom Domingo.
Um beijinho.

Vicktor disse...

Querida Lilá(s)

Nos jardins, nos campos, na mata da aldeia, da Aldeia-Lar, as flores espontâneas, os animais a viverem a liberdade no seu meio ambiente, retribuem os afectos que recebem a cada momento dos aldeões dedicados.

Este relacionamento é um verdadeiro poema com a dádiva da mãe Natureza em aromas deliciosos: os cheirinhos da lavanda e do alecrim, o odor que da terra se "alevanta" quando caiem uns pingos de chuva, o cálido vento dos dias de Verão a caminharem para o sol poente...

E tu minha amiga... palavras feitas poesia a partilharem todos estes mimos com quem por prazer te visita neste cantinho... muito OBRIGADO.

Beijinhos.

Pitanga Doce disse...

Olá! Entrei aqui pela "janela" da Elvira. Vim pelo nome (Lilás). Chego e encontro um blog que chama-se Perfume de Jacarandá.

É tudo lindo por aqui. Convido-te a ires ao Pitanga Doce.

Olha, o Poeta (da Nazaré) também está por aqui!!

abraços do lado de cá do Atlântico

GATO FACEIRO disse...

a natureza é linda de ser admirada...por isso devemos preservar..ela nos faz um bem só de olhar e contemplar!

Lis disse...

Temos a impressão que são ariscos, e se aceitam carinhos , sao dóceis. Parece que são mais noturnos, aparecendo pouco pela manhã, ou nao?
Muito bom saber mais desses animaizinhos dificeis de se ver, a qualquer momento.
Agradeço-te o carinho e as palavras sempre queridas que me deixas no blog.
Bjs

Sara disse...

Adorei este teu post, não fosse eu uma apaixonada pelos animais.

Que imagem bonita esta e que bonita é a vizinhança da tua Aldeia-lar.

Bjs

MagyMay disse...

E eu que nem apreciava muito estes bichinhos, vejo-me a olhá-los com a ternura e os afectos que repassam para aqui, e que estou certa, é o brilho dos teus olhos.
Agradecida pelo valorizar da vida da natureza.

Isaura Pereira disse...

Ai que doçura !!!!!!!!!!! è por isso que eu digo que passar aqui é um lufada de ar fresco ... alguma vez iria eu imaginar que os ouriços caixeiros era um animal tão lindo !!!! Obrigada por mais este fantástico post ;)

Jocas e boa semana

A Magia da Noite disse...

A natureza é impressionante.

Vieira Calado disse...

São una animais muito giros os ouriços cacheiros!

Cumprimentos meus

Maria Clarinda disse...

Que delicia...quem me dera fazer umas festinhas nos seus focinhinhos..A minha irmã teve uma Zulmira que foi assim bébé para casa, era uma doçura.
Jhs

GatosMania disse...

Ola

Veja esta fonfura no meu blog http://gatosmanias.blogspot.com/2009/06/ourico-bebe-vejam-so-esta-ternurinha.html