domingo, março 27, 2011

Efeméride


Certamente entre as cadeiras mais famosas está esta cadeira de madeira e palha, de Vincent Van Gogh, onde repousa o seu cachimbo; por ele pintada em 1888, para alegrar as paredes da sua casa amarela em Arles.
Van Gogh desenvolveu uma pintura caracterizada por uma intensidade emocional extrema. Mais do que pintar o que via, expressava o que sentia. As cores são utilizadas no seu estado mais puro e aplicadas com a espátula ou o pincel, criando um relevo, um padrão, um ritmo insistente de maneira a que a pintura fosse mais "verdadeira do que a própria verdade", no dizer do próprio Van Gogh.

55 comentários:

Cata- Vento disse...

Tenho uma cadeira muito parecida com mais de cem anos. Era do meu avô e nela sentava-se à lareira contando as suas inesquecíveis histórias. Transportaste-me à serra, aos serões, à família inicial, aos afectos...
Aqui, a palha do assento chama-se tabua.
Bem-hajas, amiga, por tê-lo feito.
E gosto tanto deste quadro e da pintura de Van Gogh.
Que bela efeméride!

Beijinhosssss

Rosa dos Ventos disse...

Gosto muito da sua pintura!
Li há dias que os seus "Girassóis" estão a mudar de cor...
É um dos meus preferidos!

Abraço

mfc disse...

Que forma linda de sentir Van Gohg

Maria disse...

Amiga adorei a pintura. Por momentos fez-se voltar a ser criança, e lembrei-me de quando me sentava em cadeirinhas parecidas com estas na casa do meu querido avô, a ouvir as suas histórias de "outros tempos".
Beijinhos
Maria

Justine disse...

A verdade dos poetas, como era a dor para Fernando Pessoa...outra dimensão!

Estela disse...

Com tão poucas palavras, consegues dizer tanto da pintura de Van Gogh!
Beijocas.

Anónimo disse...

"Starry, starry Night" é mesmo o meu preferido e tive o privilégio de o ver ao vivo no MoMa em NY! Talvez influenciada por esta canção de Don Macleans:
http://www.youtube.com/watch?v=dipFMJckZOM
Este è o meu segundo comentário aqui e cheguei cá pelo blog da Rosa dos Ventos.
Dalma

Mariazita disse...

Não é o meu pintor preferido, mas tem telas (bastantes) muito bonitas.
Escolheste um bom exemplo.

Noite feliz e boa semana.
Beijinhos

Mona Lisa disse...

Adoro Van Gogh.

Sempre que vejo algum dos seus quadros "ouço" sempre a canção "Vincent", que lhe foi dedicada por Don McLean.

Bjs.

Anónimo disse...

Coleguinha
Não te escapa nada! acabei por ir procurar dados sobre Van gogh e fiquei a saber que nasceu em Março! contigo estou sempre a aprender. A música de fundo é uma das minhas preferidas "Starry, starry Night"... fiquei-me por aqui ouvindo e lendo...
Beijo grande

chica disse...

Essa cadeira parece falar...Lindo post.Lila! Adorei! beijostudo de bom,chica

Marinela disse...

Lindo quadro.....uma cadeira com muitas histórias para contar...
Um boa semana de trabalho querida amiga....Beijos lilases...

Braulio Pereira disse...

obrigado amiga

adoro a primavera em Portugal

tantas flores á no campo verde.

os passarinhos cantando

saudades beijos!!

Perola disse...

A maioria dos pintores revelam seus sentimentos em suas obras,gostaria de ter um olhar mais aguçado para tal beleza mas o que consigo ver é apenas uma cadeira.
Uma cadeira especial mas...apenas uma cadeira.
Beijos minha linda.

Malu disse...

Em toda a sua loucura Van Gogh soube estar constantemente são...
Tem um selinho esperando por ti lá no INFINITO.
Abraços, Lilás

sonho disse...

Pequenas grandes coisas despertam sentimentos intensos...
Beijo d'anjo

Silenciosamente ouvindo... disse...

Amiga que pena não estarmos na
Irlanda na mesma data, poderia
acontecer nos encontrarmos.
Eu também gostava de ter uma
cadeira desse tipo.
Beijinho e desejo que esteja bem.
Irene

selma disse...

Vimconhecer este cantinho,espero sua visita...ofereço meu Award está na sala presentes oferecidos...boa semaninha

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

A cadeira do Van Gogh faz-me lembrar uma cadeira alentejana, pequenina, que a minha Mãe, há muitos anos, ofereceu ao meu filho mais velho, quando ele tinha uns 3 anos de idade. É de madeira branca, com pinturas de flores azuis. Durante muito tempo, ele sentava-se nessa cadeirinha, a ver televisão. Hoje, claro que a cadeira é pequeníssima para ele, já tem a palhinha num estado não tão bom como quando era nova, mas ele conserva-a com ele. Faz parte do seu património afectivo.
Não só por isso, mas também, gostei da sua escolha.
Um beijinho.

AFRICA EM POESIA disse...

linda cadeira...



Um beijo e o meu deserto


DESERTO

Vou caminhando pelo deserto
Ando e ando e é só areia...
Areia, areia e nada mais...
Estou cansada...
Os meu lábios estão secos...
Muito secos...
E eu no meio do deserto...
Só te queria ter...
Para beijares os meus lábios...
E me tirar a sede...
E espero-te para acalmar...
A minha ânsia....
A minha sede...
E o meu desejo...
Desejo louco de te ter...
De te poder tocar...
E finalmente ser feliz...

LILI LARANJO

vidaslife disse...

Querida amiga, desculpe a demora, estive passeando por este belo jardim, e cada vez que venho aqui me encanto com tanta leveza e sabedoria. Aqui voltamos aoutros tempos, viajamos junto contigo em teus cantos preferidos. Beijinhos carinhosos para ti querida e tenha uma linda noite.

ONG ALERTA disse...

Maravilhosas e sábias palavras, beijo Lisette.

Lena disse...

Lilá(s)
Tenho essa reprodução emoldurada e supensa em das paredes daqui de casa. Engraçado, como essa imagem nos toca e nos liberta o suficiente pra escrever histórias, lembranças durantes horas. Gostei demais. Uma cadeira. Simples. Marcante.
Parabéns! Bjs e uma linda semana pra você!

Hugo de Macedo disse...

Adoro Van Gogh. Bela homenagem, esta.

Mariz disse...

Bom dia amiga,

É considerado um dos principais representantes da pintura mundial, suas obras de destacam e esta cadeira em especial consegue traduzir toda uma realidade.

mil beijos!

Pelos caminhos da vida. disse...

Perfeito!

beijooo.

São disse...

Gosto muito deste tipo de cadeiras. DEsconhecia o quadro, embora admire muito o pintor.

Um abraço grande.

Lídia Borges disse...

Há por aqui uma paixão pelas artes plásticas, não é verdade?
Os textos "ilustram" na perfeição a parte icónica.

Um beijo

Manuela Freitas disse...

Olá querida amiga,

Por coincidência ontem estive a rever o filme «Van Gogh» de Maurice Pilat! Admiro esse pintor em vida tão incompreendido, pois sendo um artista compulsivo, nunca vendeu um quadro!
As suas cores expressionistas (derivou do movimento impressionista) saltam da tela!
Beijos,
Manuela

alegria de viver disse...

Olá querida

Obrigada.

O que dizer de tão maravilhoso pintor.
Amo seus quadros, acredito que, assim como eu muitas pessoas também.
Bela comemoração.

Com muito carinho BJS.

Ana Martins disse...

Simplesmente linda Lilás, Van Gohg, grande artista!

Beijinho,
Ana Martins

Flor de Lótus disse...

Adoro essas cadeiras de palha, são simples e ótimas,a beleza está nas coisas mais simples da vida, que quadro lindo passa uma tranquilidade, um aconchego...
Beijos

Lis disse...

Oi Lilá(s)
Post perfeito,
pintura que não há quem nao identifique!
passo horas apreciando , adoro pintura e vejo-a em tudo na natureza , nos objetos , nas flores.
Obrigada pela boa partilha.

meu abraço e admiração

Pelos caminhos da vida. disse...

Um excelente quarta-feira pra vc amiga.

beijooo.

Petrus Monte Real disse...

O quadro "levou-me" até Amsterdan, onde há poucos anos visitei o museu dedicado ao Vincent (era assim que o pintor assinava as obras). Momento inesquecível.
Gosto muito, e em especial, deste género de pinturas que, através de um detalhe, nos falam da verdade da vida.
Boa semana (últimos dias).
Um beijo

Andy disse...

Lilá(s),
gostei imenso da tua descrição!

Beijinho

valquiria calado disse...

A materia que compõe essa tela, fala dum natural, palha, madeira fumo, descanso, prazer, ele ficou na tela com as cores do pensar, e os valores do que faz a vida. Muito se pode dizer e sentir desta cadeira...sim uma simples cadeira, na essência natural de viver.

Beijos com carinho a minha amiga.

AC disse...

Há verdades que deixam de o ser, mas há cadeiras, como esta, que são eternas!

Beijo :)

Viviana disse...

Olá Lilá(s)

Gostei muito do que escreveu.
Fê-lo de uma forma tão bela!
Admiro muito quem o sabe fazer tão bem.

Quanto á cadeira, ao olhá-la lembrou-me uma cadeira alentejana.
Até pela forma como está tecida a palhinha do assento.

É bonita! Muito bonita!

Senti esta frase de uma forma muito especial:

"Mais do que pintar o que via, expressava o que sentia."

Creio que esta é a finalidade da verdadeira arte.

Obrigada por este presente bonito.

Um beijo

viviana

Anónimo disse...

Lila ou lilás, pelo que tenho lido podemos chamar de ambas as maneiras.Já em tempos aqui deixei um comentário, apesar de sempre ler o seu blogue com todo o prazer, não costumo comentar. Sinto-me bem neste espaço! fico feliz quando tem artigo novo, leio-a e sinto como se a conhecesse, imagino-a uma pessoa extremamente sensivél, carinhosa e de bom feitio. Continue escrevendo assim para consolo de quem aqui passa.
Um Grande Admirador

maria teresa disse...

Uma imagem (ou melhor uma tela) que ficou famosa...Gosto das obras de Van Gogh, pena que fosse uma mente tão perturbada e não entendido...
Abracinho meu!

intimidades disse...

sento-me varias vezes numa cadeira igual, num restaurante, melhor, tasca

adorei o blog

Bjinhos
Paula

Graça Pereira disse...

Aprecio a pintura da Van Gogh e acho admirável que ele tivesse pintado uma simples cadeira para alegrar o seu quarto... mas eram as cores que ele utilizava e a perfeição da sua pintura que tornava as coisas mais simples em grandes obras de arte!
Mil beijos
Graça

Paty disse...

Olá... Lilás

Uma imagem é como o olhar vale por mil palavras...
Van Gogh maravilhoso e você um doce!!!

bjs

Fa menor disse...

Inconfundível essa cadeira! :)

Gosto muito da pintura de Van Gogh.

Bjins

Pedrasnuas disse...

Há objectos e afins que se guardam pelo valor sentimental...e passam a património das nossas vidas!
A cadeira de Van Gogh será inesquecível...e património da humanidade e dos nossos olhos...

Bjs

nacasadorau disse...

E resultou na perfeição.
Adorei saber de mais este detalhe sobre a tela e sobre Van Gohg.

Beijinhos Lila.

Sônia Silvino disse...

Este blog também proporciona cultura!
Que delícia!
Beijinhos!

Maria disse...

Amiga passei para lhe desejar um excelente fim de semana
Beijinhos
Maria

flor de jasmim disse...

Lilá(s)
Impressionante como em tão poucas palavra nos consegues transmitir a tanto sobre a pintura. adorei a cadeirinha.
Beijinho

OutrosEncantos disse...

Van Gogh é a própria verdade, Amiga!
Adorei o post!
Beijos.
Tem fim de semana feliz

Pena disse...

Estimada e Brilhante Amiga:
Van Gogh viveu em Arles no Sul de França, penso eu.
Deixou uma obra notável. Fez o bem. Hoje, a sua Casa-Museu é um Hospital que já visitei.
É muito agradável e fabuloso vê-lo aqui retractado por si.
Aliás, a minha linda amiga prima pelo encanto de si em tudo o que faz e faz adoravelmente.
Parabéns. Um Post majestoso e perfeito.
Beijinhos amigos ao que concebe com ternura e encanto seus.
Sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, notável amiga de sonho.
É fantástica.
MUITO OBRIGADO pela simpática visita.

Lilazdavioleta disse...

Lilá(s),

ele considerava as cores o mais importante , daí valorizar e até deixar - se influenciar -se pela arte japonesa , tão bela , sobretudo pela cor .

Beijinhos

Lis disse...

Oi Lilá(s)
Passando pra deixar um abraço querendo que seu dia seja de Paz.
ainda chocada com os últimos acontecimentos no meu Brasil querido.
O massacre na escola vitimando jovenzinhas ainda cheias de sonhos e futuro.Desnecessário e inexplicável.
Triste.
abraços e desculpe o desabafo.

Mz disse...

Ainda hoje essas cadeiras são um classico. Quanto ao pintor, é soberbo!
O meu quadro preferido é "Noite Estrelada"

bjs