Perfume de Jacarandá

Quem és tu. Quem és tu que assim vens pela noite adiante, Pisando o luar branco dos caminhos, Sob o rumor das folhas inspiradas? Sophia de Mello Breyner Andreson

terça-feira, setembro 22, 2009

Aqui a vida é como um cenário!






A harmonia da luz do sol aquecendo o dia.
O encantamento da floresta, o caminhar em tapete de folhagem.
Os sons: o piar de uma ave, o queda de um galho e o silêncio que volta.
Olhar o céu para além da copa das árvores : sentirmo-nos pequeninos.
E este verde que em breve o deixará de ser.
É um mundo exuberante este que se nos revela.

18 Comentários:

  • Às 22 de setembro de 2009 às 21:19 , Blogger Sara disse...

    A natureza é um dos melhores cenários que a vida se nos oferece. Pessoalmente, é lá que encontro paz e tranquilidade e esta foto transmite-se esse sentimento. Obrigado pela partilha. Bjs

     
  • Às 22 de setembro de 2009 às 21:49 , Blogger Graça Pereira disse...

    O Outono convida a alma a expandir-se...não sei se é saudade ou a nossa identificação com o espaço exterior. Lindo o teu cenário!! Um beijo Graça

     
  • Às 22 de setembro de 2009 às 22:05 , Blogger Mona Lisa disse...

    Olá

    A mudança...um novo ciclo!

    A beleza e paz que a natureza me trnasmite continua.

    Bjs.

    Lisa

     
  • Às 23 de setembro de 2009 às 13:48 , Blogger Maria Clarinda disse...

    E eu posso, sentar-me quietinha completando contigo essa maravilha?
    Adorei o teu post.
    Jinhos mtos

     
  • Às 23 de setembro de 2009 às 19:23 , Blogger elvira carvalho disse...

    Que sitio lindo. Dá uma sensação de paz passear por um sitio assim...
    Um abraço

     
  • Às 23 de setembro de 2009 às 19:50 , Blogger Mónica disse...

    Sem dúvida a natureza traz-nos coisas magnificas. Pessoalmente transmite-me a paz que por vezes procuro.
    Bigada amiga.
    Beijokas

     
  • Às 23 de setembro de 2009 às 20:54 , Blogger Pena disse...

    Amiguinha Doce:
    "...Os sons: o piar de uma ave, o queda de um galho e o silêncio que volta.
    Olhar o céu para além da copa das árvores : sentirmo-nos pequeninos.
    E este verde que em breve o deixará de ser.
    É um mundo exuberante este que se nos revela..."

    "Isto" é notável. Lindo.
    Parabéns pela fabulosa sensibilidade poética de maravilhar.
    Excelente!
    Com imenso respeito e estima.
    Beijinhos amigos de parabéns sinceros.
    Sempre a admirá-la.

    pena

    Um instante de poesia Magistral de deslumbre.
    MUITO OBRIGADO pela sua simpatia.
    Adorei!

     
  • Às 23 de setembro de 2009 às 21:45 , Blogger Avelaneira Florida disse...

    Que imensa catedral verde!!!!
    O outro lado da humanidade!!!!
    Que pena o ser humano nem sempre ser capaz de se identificar com ela!!!!
    "brigados" pela partilha!!!

     
  • Às 23 de setembro de 2009 às 21:50 , Blogger Vicktor disse...

    Querida Lilá(s)

    A eterna capacidade da Natureza de se renovar enquanto pelo tempo passamos.

    Somos pequeninos perante a sua grandeza mas ela sempre nos acolhe com simplicidade e afecto.

    Beijinhos.

     
  • Às 23 de setembro de 2009 às 22:27 , Blogger .Lis disse...

    Invejo-te ( no bom sentido, se é que existe rsrs).Quisera ter uma imensidao verde pra pisar.
    No entanto mais e mais predios se levantam a cada dia nessa selva de pedra,onde estou atualmente.Ainda bem que tenho o mar,esse também é um cenário poderoso!
    Lindo post, muito lindo!
    Abraços

     
  • Às 23 de setembro de 2009 às 23:35 , Blogger mfc disse...

    Gostei muito da expressão..."sentimo-nos pequeninhos"!
    É isso mesmo.

     
  • Às 23 de setembro de 2009 às 23:39 , Anonymous Milu disse...

    A paisagem deixa adivinhar um descontraído e prazenteiro passeio, como são todos os passeios por entre a natureza.

    Pena que esteja para vir o frio, que não gosto mesmo nada.
    Um beijinho

     
  • Às 24 de setembro de 2009 às 00:08 , Blogger Arte dos Gatos disse...

    Olá
    Pra nós está chegando a época do ano que mais gosto, a primavera; as árvores estão cheias de flores, nossos pessegueiros, ameixeiras já estão com frutinhas, uma coisa linda de se ver. As laranjeiras estão exalando um perfume maravilhoso, a amoreira já está cheia de amorinhas também. Temos a alegria de morar num lugar bonito, cheio de verde, detesto cidade!
    beijo
    Simone

     
  • Às 25 de setembro de 2009 às 03:20 , Blogger Menina do Rio disse...

    Um cenário perfeito!

    beijinhos pra ti

     
  • Às 25 de setembro de 2009 às 12:43 , Blogger gaivota disse...

    um belo cenário vivo e onde de facto somos amis pequeninos...
    beijinhos

     
  • Às 25 de setembro de 2009 às 15:02 , Blogger MagyMay disse...

    O verde deixa de o ser... este encantamento, esvai-se...
    Outros se iniciam para depois também acabarem e... renovados voltam!

     
  • Às 27 de setembro de 2009 às 10:32 , Anonymous Anónimo disse...

    Encantamento e harmonia és tu própria coleguinha, assim temos tudo isso em duplicado.
    Bj

     
  • Às 3 de outubro de 2009 às 01:25 , Blogger Fragmentos Culturais disse...

    Um texto pleno de sensibilidade!

    Adoro a exuberância dos verdes, transmitem-me tranquilidade, quando olho...

    Bom fim-de-semana!
    Um beijo

    Lamento ter-me mantido afastada [assuntos que já tive oportunidade de expor em 'fragmentos'].

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 
Free Flower Cursors at www.totallyfreecursors.com